Pesquise neste blog

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Empreendedorismo - A força jovem do DF


ANDRÉ BRANDÃO DE SOBRADINHO PARA O MUNDO

André Brandão é o atual presidente da TCB empresa brasiliense de transporte público com 56 anos de atuação em todo o Distrito Federal -  Brandão, nascido e criado em Sobradinho se lembra do Colégio Arco Iris - escola em que estudou quando jovem, das faixas verdes em que brincava e carinhosamente dos seus avós que ainda residem na cidade serrana.   Brasiliense, 36 anos, hoje morador do Guará II, casado e pai de três filhos. Brandão é formado em engenharia elétrica com ênfase em computação, pós-graduado em administração pública, engenharia de produção, MBA executivo, pelo Instituto Brasileiro em mercado e capitais. Na sua trajetória, exerceu os cargos de: administrador do Guará e do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), chefe da divisão de serviços gerais da Câmara Legislativa do Distrito Federal, assessor especial da presidência da EMATER, diretor financeiro da Centrais de Abastecimento do Distrito Federal e assessor da mesa Diretora da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Memória

“Nasci na Quadra 8 Cj D casa 33 e vejo em Sobradinho uma cidade querida, onde minha família ainda possui imóvel, onde meus pais se conheceram, onde morei e estudei ali na minha infância – cidade que tenho um carinho tremendo. Sobradinho é uma cidade pacata que tem seu charme e glamour, e oferece aos moradores uma qualidade de vida espetacular”.

Atual

“Sobradinho é uma cidade que cresceu demais, a região norte que está em franco desenvolvimento, hoje o GDF tem feito grandes obras na região, muito em breve corredores exclusivos de ônibus.  Já em termos de transporte público o que atenderia bem, é que as operadoras particulares investissem mais no fortalecimento dos circulares internos levando até a rodoviária e integrando com esse corredor exclusivo, dando mais agilidade na saída da cidade.  Tenho informações que a rodoviária de Sobradinho será toda ela reformada”.


Hoje


Quando você pensa em gestão, você tem que observar o tempo e o que você quer alcançar, meu mandato aqui vai até 5 de janeiro de 2019. Fui eleito pelos acionistas da TCB –  empresa com 56 anos de história.  Hoje a TCB disponibiliza de 600 empregados, sendo que a metade está cedida para outros órgãos, operamos com aproximadamente metade dos funcionários. É fato que a TCB por um longo tempo ficou sem norte, de 1998 para cá, houve sucateamento da frota, falta de interesse em investimentos em uma empresa pública e a tendência de privatizar os serviços. Só lembrando que a TCB já foi detentora de todas as linhas de transporte público. Atualmente a TCB disponibiliza de poucas linhas:   12 linhas e 47 ônibus e vale registrar que a empresa está enxuta, toda sanada, e em determinado momento a TCB foi usada como assunção do Grupo Amaral. Nosso orçamento anual é de 24 milhões de reais, hoje a frota não está toda atualizada, teríamos que trocá-la até 2019, mas adquirimos 4 ônibus que são os mais modernos de todo o Distrito Federal, atuamos também em outros nichos de mercado:  Parceria com o DER que contrata a TCB para transporte de funcionários. Também realizamos ações sociais para a população, como por exemplo, Semana do Trânsito, Maio Amarelo, Outubro Rosa, Novembro Azul. 


Objetivo

Acredito que posso trazer um novo sentido para a TCB, traçar novos objetivos, se você observar em placas afixadas em nossas dependências onde registra missão, visão e valores verá que está ultrapassado. Temos que ressignificar esse conceito e as metas para o próximo ano.  Focar e fortalecer o social do Governo de Brasília.  Quero ver a TCB um laboratório de projetos de mobilidade pública, e uma mola propulsora de novas tecnologias em mobilidade. Alteração no contrato social permitindo que se inclua novas atividades e fortalecer ainda mais os 2(dois) programas importantes que já estão em andamento:

Embaixadas de Portas Abertas

O Embaixadas de Portas Abertas é uma extensão do turismo cívico da cidade e proporciona a alunos de 9 a 11 anos, visita às 134 representações diplomáticas sediadas na capital brasileira para aprenderem sobre história, geografia, cultura e idioma de cada nação.

As atividades fazem parte do programa Criança Candanga, conjunto de políticas públicas voltadas para a infância e a adolescência em Brasília.

As visitas são feitas durante o ano letivo por alunos selecionados pelas escolas, às quintas-feiras. A iniciativa, idealizada pela colaboradora Márcia Rollemberg, é uma parceria da TCB, Secretaria de Educação e da Assessoria Internacional.

Embaixadas interessadas em participar devem procurar a Assessoria Internacional do governo de Brasília, por meio do endereço eletrônico  assessoria.internacional@buriti.df.gov.br.

Turismo Cívico

O Projeto Turismo Cívico consiste em uma ação que visa oportunizar aos alunos da Rede Pública de Ensino Fundamental do Distrito Federal, além de crianças, adolescentes e idosos dos Centros de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, visitas aos principais atrativos cívicos da Capital Federal.

O Projeto se constitui em uma série de excursões, que ocorrem semanalmente, as segundas, terças e quartas.

Os interessados devem entrar em contato com a Equipe da Coordenação do Turismo Cívico, para agendamento, por meio do e-mail: turismo.civico@setur.df.gov.br
  

Como gestor dessa empresa TCB

“Quero entregar para o Governo de Brasília uma nova TCB, restruturada e trazer de volta o resgate do brilho da TCB – trazer sentido para empresa, ela estava sem sentido, as pessoas diziam que iria fechar, estava sem rumo. A TCB opera com excelência, faz projetos de mobilidade pública para o DF, utiliza novas tecnologias de mobilidade e opera o serviço exclusivo complementar de transporte público “. Temos a intenção de aquisição de mais 5 novos ônibus para 2018 – prezando pelo altíssimo nível em serviços.


Construindo um Modelo

Mais Acessível (Transporte de pessoas com dificuldade de mobilidade severa) deverá ser implantado até o final de março de 2018.  Este é um projeto que visa atender o cadeirante e pessoas que não conseguem utilizar transporte convencional. Vamos contratar o serviço de vans e operar este serviço de vans terceirizados.  A pessoa vai solicitar o serviço junto a TCB e ela vai ser atendido de porta a porta.   Vamos organizar isso, e a gestão será da TCB. Essa é uma determinação do governador, é um projeto que ele quer ver implantado. A princípio temos uma perspectiva de 40 vans que deverá funcionar de segunda a sexta feira e uma vez por semana será destinado a saúde.

Laboratório para mobilidade pública do DF - Queremos fazer aquisição de 2(dois) novos ônibus 100 % elétricos para rodar nas ruas do DF, – precisamos trazer essas novas tecnologias para fomentar que as empresas privadas queiram utilizá-los no mercado, pensar mais no meio ambiente, pois queremos estimular o politicamente correto, sabemos que o custo do equipamento é mais caro, mas a longo prazo se paga. Já existe perspectiva para o orçamento de um milhão de reais para cada ônibus, esse é o investimento.   Hoje um ônibus normal custa em média R$ 550 mil reais. Queremos implantar a princípio em 2 (duas) de nossas linhas que são modelos de operação na TCB no Distrito Federal -  Linha da Rodoviária / 3 (três) poderes - Eixo Monumental - 108 e Executivo do Aeroporto - 113.


(*) Junior Nobre/Jornal de Sobradinho – Foto: Amarildo Castro/Jornal Guará Hoje

Nenhum comentário: