Pesquise neste blog

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Centro Espírita é incendiado durante a madrugada em Sobradinho II

 


Equipes da corporação atuaram com três viaturas e cerca de 14 bombeiros trabalharam no local até a extinção das chamas

(*) Nathália Cardim

O Centro Espírita Chão de Flores localizado na Área Especial 14, na avenida principal de Sobradinho 2, foi incendiado na madrugada desta sexta-feira (29/1). As chamas tiveram início por volta das 2h45 e um homem, Valdecy de Lima Silva, de 24 anos ficou ferido e precisou ser levado ao Hospital Regional de Sobradinho (HRS). Ele sofreu queimaduras nos pés, no rosto e nos braços.

O Corpo de Bombeiros foi acionado. Equipes da corporação atuaram com três viaturas e 14 militares trabalharam no local até a extinção das chamas. De acordo com informações do CBMDF, houve queima parcial do espaço. Uma sala de costura que funcionava no local ficou completamente destruída pelo fogo. Ainda não se sabe a causa do incêndio. Os militares fizeram perícia no local. O resultado do laudo deve sair em 30 dias.

O assistente social responsável pelo local, Guilherme Varandas, disse que as causas do incêndio serão apontadas após a perícia. “Tinha sinais de arrombamento. Uma grade de uma das janelas estava arrebentada. Em dois anos, essa é a segunda vez que sofremos algum tipo de ataque”, lamenta. “Já fiz o registro da ocorrência na delegacia. Estamos muito tristes com tudo isso. Mas não vamos acabar com o nosso trabalho de caridade. Continuaremos com fé”, afirma.

A vizinha do lote, Tamires de Lima Silva Alves, 27, é irmã do jovem que se queimou no incêndio. “Acordei com um susto. Um dos meus irmãos gritou que o centro estava pegando fogo e corremos para tentar ajudar. O Valdecy pegou uma mangueira, mas, como as chamas estavam muito altas, acabou se queimando”, conta. Tamires mora no local há mais de 18 anos e afirmou que o local já havia sido invadido.

O crime ocorre uma semana depois de ser criada pelo Governo do Distrito Federal (GDF) a Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual ou contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência. A medida foi tomada após uma sucessão de ataques contra terreiros de matrizes africanas, cuja soma atingiu 15 ocorrências em 2015. Por isso, em outubro, representantes de aproximadamente 50 terreiros do Distrito Federal e do Entorno estiveram na Câmara Legislativa, em audiência pública, para tentar preservar a religião africana.

Entre os pedidos deles estavam a nova unidade policial e a preservação da religião. Agora, compete à delegacia especializada registrar, investigar, abrir inquéritos e adotar os procedimentos necessários para resolver os crimes praticados contra pessoas, entidades ou patrimônios públicos ou privados, cuja motivação será a intolerância religiosa.


Durante a solenidade que ocorreu no último dia 21 a presidente da Fundação Cultural Palmares, Cida Abreu, ressaltou que a medida representa uma vitória para o país. “Depois de 300 anos de luta, qualquer medida que combata o racismo e a intolerância é uma medida atrasada, mas não uma medida que não vem em um momento importante. Esse é um dia que representa a vitória de todo o país”, ressaltou. O caso vai ser investigado pela 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho 2). A unidade policial especializada só deve começar a funcionar nas próximas semana.


(*) Nathália Cardim /CB

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

MÚSICA: O cardápio do Ribeiro

 
 


Rapper lança o seu primeiro trabalho solo, nesta sexta (29/01), no Projeto Estação Metrô Cultura. O álbum passeia por vários estilos e influências musicais, que vão do jazz ao soul

 
Desde menininho, lá em Sobradinho, onde nasceu, a música exercia um fascínio na sua vida. Aos 7, no Riacho Fundo, para onde se mudou com a família tempos depois, ele teve certeza de que a música seria a sua vida. E essa certeza veio com um velho disco de Roberto Carlos, que era da mãe. Ele descobriu o vinil, aprendeu a mexer na vitrola e ficava, paradinho, escutando a melodia.

Mas o menino cresceu. E outros sons, outras referências musicais invadiram a sua vida. Em 2001, aos 18 anos, o RAP chegou para ficar.  “Foi quando a música, definitivamente, se instalou em mim”, diz Asley Ribeiro, conhecido artisticamente como Fala Ribeiro.

Com um irmão, lançou o grupo Los Guerreiros, que durou 14 anos. Agora, desafiando o mercado, se lança em carreira solo com o trabalho Degustasom, nome da mixtape (compilação de músicas), que será oferecida gratuitamente na internet. “Esse trabalho tem como essência o resgate da música, que é capaz de transcender as ondas sonoras, alimentar a alma e sedimentar uma mensagem ao ouvinte”, explica o rapper.

E para celebrar o novo momento, nesta sexta-feira (29/01), Fala Ribeiro se apresenta no Estação Metrô Cultura, na Estação Central (Rodoviária do Plano Piloto). “Vou apresentar um trabalho longe do fast-food musical que se ouve por aí, onde não há preocupação intelectual, espiritual nem de cidadania”, reflete o artista. E completa: “Quero fazer um rap livre, verdadeiro e atemporal”.

Sonoridades

Além de rapper, Asley também é empregado do Metrô-DF há cinco anos. Passou no concurso de agente de segurança operacional. Depois do horário de expediente, ele vai para a sua segunda atividade: a música. E, como se não bastasse, espera a chegada do seu primeiro filho.

Quem passar nesta sexta pela Estação Central, no meio do caminho, vai se deparar com um trabalho repleto de sonoridades jazzistas, funk, soul, entre outras referências musicais. “Degustasom vai te saciar com muito ritmo e boa poesia”, garante o artista.

Bom apetite!
 

SERVIÇO:

Estação Metrô Cultura – Apresentação do rapper Fala Ribeiro

Estação Central do Metrô – Rodoviária do Plano Piloto

Horário: Sexta-feira (15), das 17h às 18h
 
 
Fonte: Marcelo Abreu/Ascom/Metrô-DF 

BOLETIM DE OCORRÊNCIAS: DUPLA É PRESA EM SOBRADINHO II COM VEÍCULO ROUBADO, DROGAS E METRALHADORA DE PAINTBALL.



 
 


(*) Claudio Martins

 

Por volta das 20h de quarta-feira, 27/01, policiais militares da ROTAM, Águia-33, BPCães e GTOP-33, prenderam em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e receptação de veículo roubado, três homens com passagens pela polícia. A dupla foi presa nas proximidades do Condomínio Serra Dourada II na DF 425, em Sobradinho II. Após averiguação policial foram apreendidas diversas porções de crack, cocaína, um veículo roubado e uma metralhadora de Paintball.

Os policiais militares da ROTAM abordaram dois indivíduos em uma motocicleta em atitude suspeita e ao ser levantado do endereço da dupla, foi constatado que policiais do Serviço de Inteligência, Águia-33, estavam monitorando um suspeito com veículo roubado em tal endereço.

 Com apoio dos policiais do GTOP-33 o veículo foi recuperado. Na residência, um suspeito de cometer uma dupla tentativa de homicídio foi preso. Diante da situação os policiais do Batalhão com Cães foram acionados e durante buscas no interior do imóvel, foram apreendidas 200 gramas de crack, cocaína e uma metralhadora de Paintball.

A dupla foi detida, conduzido à 13ª Delegacia de Polícia e autuada em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e receptação de veículo roubado. O suspeito de cometer a dupla de tentativa de homicídio em Sobradinho está sendo investigado.

 DOIS HOMENS FORAM BALEADOS EM SOBRADINHO II EM MENOS DE 24 HORAS.


Nesta quinta-feira, 28/01, dois indivíduos foram baleados em Sobradinho II. O primeiro foi por volta das 1h30 na AR 09 de Sobradinho II e o segundo por volta das 13h30 na AR 19 da cidade.

Caio de Souza Azevedo, 33 anos, com diversas passagens pela polícia e em Prisão Domiciliar, estava na Praça da AR 09/11, por volta das 2h, quando indivíduos armados passaram e efetuaram disparos de arma de fogo em sua direção. Caio foi alvejado pelos disparos e socorrido ao Hospital de Sobradinho pelos militares do Corpo de Bombeiro. Não se sabe a gravidade dos disparos e nem o estado de saúde da vítima.

Agora por volta das 14h30, Pedro Henrique Rodrigues Paiva, 19 anos, foi alvejado por disparos de arma de fogo na AR 19 da cidade, em frente a Igreja Atos dos Apóstolos. Pedro Henrique foi socorrido por populares ao Hospital Regional de Sobradinho. Ele foi alvejado com um disparo na perna e outro no braço. Não corre risco de morte.

 Nas duas tentativas de homicídio em Sobradinho II, ninguém foi preso até o momento. Policiais civis e militares estão à procura dos suspeitos. A Seção de Investigação de Crimes Violentos da 35ª Delegacia de Polícia está investigando os crimes, bem como sua motivação.

(*) Fonte: Claudio Martins/ blog Informativo Flagrante

REGIÃO NORTE DO DF: Comunidade será ouvida em projeto para revitalizar Pracinha do Museu em Planaltina





Iniciativa do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios propõe oficina com a comunidade no próximo sábado (30) para orientar o projeto de revitalização do espaço, hoje subaproveitado

 Planaltina é a mais antiga cidade do Distrito Federal. Em seu Centro Histórico, estão tradicionais espaços e edificações com profundos vínculos com a comunidade, mas que ao longo do tempo perderam parte de sua vitalidade ou se deterioraram. Para começar a reverter essa situação, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) pretende investir recursos de compensações em espaços públicos tombados como patrimônio histórico e cultural da cidade. A primeira experiência será a revitalização da Praça Coronel Salviano Monteiro Guimarães. O local é conhecido na cidade como Pracinha do Museu e está localizado no Centro Histórico de Planaltina.

 A iniciativa conta com o apoio do Conselho Brasileiro de Lideranças em Placemaking e do grupo M.O.B (Manual de Ocupação de Brasília), que se encarregaram de realizar oficina participativa para colher as contribuições da comunidade no próximo sábado, dia 30. A iniciativa conta ainda com o apoio da Urbanizadora Paranoazinho S.A (UPSA), do projeto de Comunicação Comunitária da Universidade de Brasília (ComCom/UnB), da Associação Amigos do Centro Histórico de Planaltina (AACHP), da OAB – Subseção Planaltina e da Administração Regional de Planaltina.

Placemaking

 Placemaking é o termo usado mundialmente para designar processos de planejamento, criação e gestão de espaços públicos voltados para as pessoas, visando transformar "espaços" em "lugares", valorizados e respeitados pela comunidade, que passa a compartilhar de uma visão comum.

No caso de Planaltina, o objetivo é empoderar a comunidade local para que ela seja capaz de contribuir com o projeto, participando da discussão com críticas e sugestões. “A comunidade de Planaltina tem uma oportunidade que vai além da revitalização da praça. É uma chance de começar um processo de resgate do centro histórico da cidade, com espaços públicos agradáveis e cheios de vida e atividade, que contribuam com a qualidade de vida da população e economia da cidade. Esse projeto só funciona se for desenvolvido pela própria comunidade. Nosso trabalho será oferecer as ferramentas para que ela possa fazer isso”, explicou Ricardo Birmann, membro do Conselho Brasileiro de Lideranças em Placemaking.

 Um exemplo das metodologias sendo empregadas é a instalação de quadros negros na própria praça, na Administração Regional de Planaltina, no Fórum Desembargador Lúcio Batista Arantes e na parada de ônibus da Igreja Matriz. Nas lousas, moradores da cidade podem escrever ideias e apontar as demandas locais que a restauração deve suprir, além de indicar o que pode ou não ser mantido no espaço. Os quadros foram instalados no último dia 22 e ficam nos locais até 30 de janeiro, data da oficina de discussão aberta a toda a sociedade, a realizar-se na própria Praça do Museu.

Mais informações sobre Placemaking: http://www.placemaking.org.br
 

OFICINA

Data: 30/01/2016
Horário: 9h às 12h

Local: Praça Coronel Salviano Monteiro Guimarães, Arraial de São Sebastião de Mestre D’Armas, Centro Histórico de Planaltina

 
Fonte: Taise Borges

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

CIDADE: UMA EXCELENTE OPÇÃO PARA O CARNAVAL EM SOBRADINHO


PROGRAMAÇÃO DE CARNAVAL EM BRASÍLIA



Encosta que cresce
Data: 30 de janeiro.
Local: estacionamento da Funarte, no Eixo Monumental.
Horário: 14h.

Tuthankasmona Tombando a Pyramide
Data: 30 de janeiro.
Local: área externa do Teatro Nacional.
Horário:16h.

Encontro dos blocos de Carnaval do Cruzeiro
Data: 30 de janeiro.
Local: quadra 10 do Cruzeiro Velho.
Horário: 9h.

Bloco Gugu Dadá
Data: 30 de janeiro.
Local: Praça Metropolitana do Núcleo Bandeirante.
Horário: 10h.

Bloco Galo Cego
Data: 30 de janeiro.
Local: Setor Bancário Sul, quadra 2.
Horário: 13h.

Pré-Carnaval do Peleja
Data: 30 de janeiro.
Local: Comercial da quadra 201/202 na Asa Norte.
Horário: 14h.

Pré-Carnaval dos blocos tradicionais
Data: 30 de janeiro.
Local: Comercial da quadra 302/303 da Asa Norte.
Horário: 15h.

Fio desencapado
Data: 30 de janeiro.
Local: estacionamento da quadra 300 do Sudoeste.
Horário: 16h.

Bloco Eixão 44
Data: 31 de janeiro.
Local: Eixãso Norte, na altura da quadra 107.
Horário: 15h.

Bloco Falta Pouco
Data: 31 de janeiro.
Local: Comercial da quadra 201/202 da Asa Norte.
Horário: 14h.

Cafuçu do Cerrado
Data: 31 de janeiro.
Local: Setor Bancário Norte, quadra 2.
Horário: 15h.

Pré-Carnaval Bloco Libre
Data: 31 de janeiro.
Local: estacionamento da Funarte, no Eixo Monumental.
Horário: 12h.

Carnaval de rua da praça dos prazeres
Data: 1, 2, 5, 6, 7, 8, 9, 12, 13 e 14 de fevereiro.
Local: comercial da 201/202 da Asa Norte.
Horário: 12h.

Lordes do Areal
Data: 6 e 8 de fevereiro.
Local: quadra 301, Alameda Gravatá, rua B, em Águas Claras.
Horário: 15h.

Carnaval da Estrutural
Data: 6 e 7 de fevereiro.
Local: Praça Central da Avenida Luís Estevão.
Horário: sábado às 8h e domingo às 15h.

Bloco de Carnaval Engenhoca
Data: 5, 7, 8 e 9 de fevereiro.
Local: Eixão Sul, altura da quadra 206.
Horário: 14h.

Babydoll de Nylon
Data: 6 de fevereiro.
Local: Eixo Monumental, próximo ao memorial JK.
Horário: 12h.

Concentra mas não sai
Data: 6 e 8 de fevereiro.
Local: comercial da quadra 104 na Asa Norte.
Horário: 14h.

Bloco de Carnaval Agô
Data: 6 de fevereiro.
Local: praça central da Torre de TV.
Horário: 11h.

Bloco do Quinto da Play
Data: 6 e 7 de fevereiro.
Local: praça das fontes. no Parque da Cidade, estacionamento 9.
Horário: 15h.

Carnapati
Data: 6 e 8 de fevereiro.
Local: comercial da 101/102 da Asa Norte.
Horário: 8h.

Carnaval Popular da Vila Planalto
Data: 6 e 13 de fevereiro.
Local: praça Nelson Corso.
Horário: 15h.

Galinho de Brasília
Data:6, 7 e 8 de fevereiro.
Local: Setor de Autarquias Sul, quadra 4.
Horário: 14h.

Asé Dudu
Data: 6 e 8 de fevereiro.
Local: praça do DI em Taguatinga.
Horário: 16h.

O bloco 'Baratinha' anima a criançada em Brasília. Os pequenos foliões aproveitam a festa no Parque da Cidade, no estacionamento 12 às 12h (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr)
Mamãe Taguá
Data: 6 e 8 de fevereiro.
Local: Praça do DI em Taguatinga.
Horário: 14h.

Carnaval do Varjão
Data: 6 e 7 de fevereiro.
Local: Praça Central.
Horário: 14h.

Baratinha
Data: 7 e 9 de fevereiro.
Local: Parque da Cidade, estacionamento 12.
Horário: 12h.

Baratona
Data: 7 e 9 de fevereiro.
Local: eixo rodoviário Sul, altura da quadra 106, na Asa Sul.
Horário: 15h.

Bloco da Tesourinha
Data: 7 e 9 de fevereiro.
Local: quadra 410 da Asa Norte.
Horário: 15h.

Bloco do Amor
Data:7 de fevereiro.
Local: estacionamento da Catedral, Esplanada dos Ministérios.
Horário: 13h.

Bloco do Bem
Data: 7 de fevereiro.
Local: Praça das Fontes, Torre de TV.
Horário: 10h.

Bloco Eixão 44
Data: 7 e 21 de fevereiro.
Local: Eixão Norte, altura da quadra 107.
Horário: 16h.

Raparigueiros
Data: 7 e 9 de fevereiro.
Local: Eixão Sul, altura da quadra 106.
Horário: 17h.

Confronto SoundSystem
Data: 7 de fevereiro.
Local: setor comercial Sul, Praça do Trabalhador.
Horário: 14h.

Agoniza, mas não morre
Data: 7 de fevereiro.
Local: quadra 209/210 da Asa Sul.
Horário: 15h.

Bloco do Dudu: Trem das 11
Data: 7 de fevereiro.
Local: estacionamento da comercial ao lado da QI 11, Lago Sul.
Horário: 11h.

Meninos de Ceilândia
Data: 7 e 9 de fevereiro
Local: quadra CNM 1, no estacionamento do BRB, em Ceilândia.
Horário: 14h.

Pacotão
Data: 7 e 9 de domingo.
Local: comercial da quadra 302/303 da Asa Norte.
Horário: 15h.

Participantes do Bloco do Aparelhinho (Foto: Filipe Matoso / G1)
Aparelhinho
Data: 8 de fevereiro.
Local: setor bancário Sul, quadra 1, praça do cebolão.
Horário: 15h.

Bloco boneca negra
Data: 8 de fevereiro.
Local: comercial da quadra 410/411 da Asa Norte.
Horário: 15h.

Bloco carnavalesco das divinas tetas
Data: 8 de fevereiro.
Local: setor bancário Sul, quadra 1, praça do cebolão.
Horário: 15h.

Carnaval de rua Unidos da Guariroba
Data: 9 de fevereiro.
Local: EQNP 30/34, Ceilândia Sul.
Horário: 14h.

Bloco do Seu Júlio
Data: 9 de fevereiro.
Local: quadra 3, conjunto J, em Planaltina.
Horário: 13h.

Essa boquinha eu já beijei
Data: 9 de fevereiro.
Local: estacionamento do Canarinho, quadra 408/208 da Asa Norte.
Horário: 16h.

Carnaval do calango
Data: 9 de fevereiro.
Local: comercial da quadra 408/409 da Asa Norte.
Horário: 9h.

Sabadão Cultural: edição de Carnaval
Data: 13 e 27 de fevereiro.
Local: EQNN 18/20, Praça do Cidadão, Ceilândia.
Horário: 8h.

Bloco Carnavalesco Gagá: Vião do Cruzeiro
Data: 13 de fevereiro.
Local: estacionamento do Ginásio de Esportes, quadra 609.
Horário: 9h.

Eventinho de pós-Carnaval
Data: 13 de fevereiro.
Local: viaduto da Galeria dos Estados, no Plano Piloto.
Horário: 22h.

Arrastão do Patubatê
Data: 13 de fevereiro.
Local: setor bancário Norte, quadra 2.
Horário: 11h.

Concentração da ressaca das bunitas na Ponta da Asa
Data: 14 de fevereiro.
Local: comercial da quadra 116 da Asa Norte.
Horário: 10h.

Ressca de Carnaval
Data: 20 de fevereiro.
Local: Candangolândia, Praça dos Estados, na entrada Sul, próximo à Epia.
Horário: 20h.

Adocica meu amor
Data: 20 de fevereiro.
Local: estacionamento do Gilberto Salomão, na QI 5, conjunto 16, Lago Sul.
Horário: 14h.

Na Ponta do Lápis: Procon volta a autuar escolas particulares no DF


 
Procon fiscalizou 65 escolas da rede particular; 54 foram autuadas por irregularidades

O Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal (Procon-DF) finaliza hoje a operação Na Ponta do Lápis. Entre os dias 20 e 26 de janeiro, fiscais visitaram escolas da rede particular de ensino no DF para fiscalizar listas de material escolar e contratos de prestação de serviço.

Das 65 instituições fiscalizadas, 54 foram autuadas. No ano passado, o Procon autuou 65 das 71 unidades de ensino particulares vistoriadas.

As principais irregularidades encontradas foram a ausência do plano de execução, a indicação de marcas na lista de material e a falta de informação sobre a entrega dos materiais de forma parcelada.

“É preocupante que a gente ainda registre um índice tão alto de infração, acima dos 80%. O intuito da fiscalização do Procon é pacificar a relação entre pais e escolas, cobrando dessas instituições de ensino que respeitem a legislação vigente”, afirma o diretor-geral do Procon-DF, Paulo Marcio Sampaio.

O Procon fiscalizou estabelecimentos na Asa Sul, Asa Norte, Sudoeste, Cruzeiro, Lago Sul, Lago Norte, Paranoá, Sobradinho, Planaltina, Guará, Águas Claras, Vicente Pires, Taguatinga, Núcleo Bandeirante e Ceilândia.

 Na primeira fase da operação, o instituto divulgou pesquisa de preços em 59 papelarias do DF. A variação do valor total da lista chegou a 125%, sendo que o preço de itens, como dicionário e apontador, variou mais de 1.400%.
 

Assessoria de Comunicação  - PROCON-DF – Instituto de Defesa do Consumidor

Justiça do DF anula contrato do transporte público


 

A decisão do juiz Lizandro Gomes Filho, da 1ª Vara da Fazenda Pública do Distrito Federal, anulou, na segunda-feira (25,) o contrato do transporte público no DF por irregularidades no processo de licitação ocorrido a partir de 2011. O magistrado deu 180 dias para que o governo do DF contrate novas empresas de ônibus. Na sentença, ele diz que é nulo o contrato e que é nula a concorrência.

O processo envolve o GDF e as empresas Expresso São José, Marechal, HP-Ita Transportes (Urbi), Pioneira e Piracicabana.

Segundo Lizandro, o advogado Sacha Reck, que fez parte da comissão de licitação, atuou ilicitamente na gestão e consultoria do processo. O juiz ressaltou ainda, na sentença, a relação entre os sócios e diretores de empresas e disse que as empresas tinham sócios em comum.

Esta ação popular teve decisão no mérito. A ação foi proposta por dois cidadãos, no primeiro momento, mas outras ações sobre o mesmo tema foram apensadas à ação, e outras tramitam no TJDFT, entre elas a de autoria da deputada Celina Leão.

A parlamentar é autora de uma ação popular contra o transporte, assim como fez três representações no Ministério Público (MP), uma outra no Tribunal de Contas, e é autora da CPI do Transporte na CLDF, junto com o deputado Raimundo Ribeiro.

Além disso, Celina foi convidada a participar da CPI do Transporte Público, em Curitiba (PR), que resultou na anulação da licitação do transporte na capital paranaense.

“Espero que o governo acate esta decisão, porque é por meio dela que vai estancar a corrupção nos cofres públicos. Se o governo recorrer da decisão pode, indiretamente, favorecer o esquema fraudulento que se instalou no transporte público do DF”, avalia Celina.

O juiz também determinou que todos os réus paguem, de forma solidária, as custas do processo, que somam R$ 50 mil.

A decisão do magistrado acolhe parecer do MP, de 2013, que apontou as supostas irregularidades do processo. Segundo o MP, os envolvidos participaram de um esquema para favorecer grupos de empresas no certame. A estimativa do órgão é de que as empresas faturariam R$ 10 bilhões em dez anos, prazo da concessão, que seria renovada por igual período.

O juiz classificou o suposto esquema, na decisão, como um “agir inescrupuloso de um projeto de burla à moralidade, que se constituiu muito antes da abertura da licitação e aceitou que uma pessoa interessada, alheia aos quadros públicos, opinasse e gerenciasse a concorrência”.

Sacha Reck trabalhou na elaboração do edital de licitação do transporte público do DF e é suspeito de favorecer as empresas da família Constantino, de Brasília, com quem já teve relacionamento comercial.

CARTA DO LEITOR

 
ASSALTO A MÃO ARMADA
 
Bom dia, teria como divulgar na página de vcs o roubo do meu veículo ?, ocorreu ontem (25/01) em frente a academia ac sports da quadra 15/17, assim que entrei no carro três individuos chegaram em um gol g5 vermelho com película escura fechando meu carro, desceram dois de menor, um estava armado, pediram pra eu descer e levaram o carro, um colega viu o carro indo para sobradinho dois, pegando aquele primeiro retorno após passar na ponte, e depois pegar a avenida central de sobradinho 2, rumo a AR 12/ buritizinho. O carro é um novo Palio atractive 2015, cor preta, placa PAE - 2927.
 
(*) Lucas Ferreira 
lucasoescolhido@hotmail.com

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Contribuinte tem mais uma semana para indicar créditos do Nota Legal

 


Secretaria de Fazenda desenvolveu plataforma alternativa para ajudar brasilienses. Prazo acaba no domingo (31)
 

Encerra-se no domingo (31) o prazo para definir o destino dos créditos do Nota Legal. De 4 a 24 de janeiro, foram feitas 255 mil indicações para abatimento no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2016. Isso significa cerca de R$ 54 milhões dos R$ 208.906.047,41 disponíveis. Segundo a Secretaria de Fazenda, a maior parte das indicações — aproximadamente R$ 45 milhões — foi para descontos no imposto relacionado aos automóveis.

Para o abatimento, são considerados os créditos acumulados de setembro de 2013 a outubro de 2015. Os mais de R$ 208 milhões destinados para esta edição foram obtidos por meio da soma do valor de crédito de cada documento fiscal declarado nesse período. Em 2015, esse número foi de cerca de R$ 213 milhões.

Alternativa

 O grande número de acessos simultâneos no portal nos primeiros dias motivou a Secretaria de Fazenda a desenvolver plataforma alternativa para indicar os créditos: trata-se da indicação direta do benefício — mecanismo que funciona em paralelo ao modo convencional executado no portal do programa.

Para fazer a indicação direta, é preciso acessar o portal e clicar no banner na área central superior do canal (clique para visualizar). É necessário ter os números do renavam do veículo (IPVA) ou da inscrição do imóvel (caso a opção seja pelo IPTU).

Reclamações

Caso o consumidor não encontre o lançamento do documento fiscal no site do Nota Legal no segundo mês após a compra, ele poderá reclamar eletronicamente esse direito no portal do programa.

De acordo com a pasta, se o documento fiscal emitido for declarado pela empresa após a consolidação dos cálculos, que ocorre do quarto ao sexto mês após a compra, os créditos referentes somente valerão se houver reclamação do consumidor e pagamento do imposto (ICMS ou ISS) pela empresa.

Adesão

O cadastro pode ser feito a qualquer momento pelo portal. Vale lembrar que dados pessoais como CPF, RG, nome da mãe e e-mail devem estar de acordo com as informações fornecidas à Receita Federal do Brasil. Quem possui débitos no governo de Brasília fica impedido de ter o benefício.

Quem perdeu ou esqueceu a chave de acesso à área restrita pode recuperá-la pelo portal. Uma das dicas importantes é verificar se o e-mail utilizado para o resgate da senha é o mesmo informado no momento do cadastro.
 

Indicação de créditos do Nota Legal
Até 31 de janeiro de 2016 (domingo)

 

Fonte: www.notalegal.df.gov.br

domingo, 24 de janeiro de 2016

BOLETIM DE OCORRÊNCIA: Família fica refém e homem morre em roubo a chácara de Sobradinho




Nilvo Wigeneski (camisa branca) cuidava da horta quando quatro assaltantes chegaram até a chácara. Polícia Militar está a procura dos bandidos. Na foto  sua familia, dona Ivone, Fernando , Carol, e o pequeno que ele amava muito. Fonte: Rede social Facebook

Ele foi atingido por um tiro e morreu no local, diz PM; vítima tinha 55 anos.
Caso deve ser tratado como latrocínio; até 18h40, ninguém tinha sido preso.


(*) Mateus Rodrigues

 O empresário Nilvo Wigeneski de 55 anos morreu por volta das 14h deste domingo (24) dentro da própria chácara durante um assalto em Sobradinho. Segundo a Polícia Militar, ele foi atingido por um tiro e chegou a ser atendido por bombeiros, mas morreu no local. Até o fim da tarde, não havia informação sobre a prisão dos suspeitos.

O crime aconteceu na região de chácaras Saquarema, no Setor Habitacional Nova Colina, às margens da DF-440. Por volta das 18h40, policiais dos batalhões de Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas (Rotam) e de Operações Especiais (Bope) faziam rondas na região em busca dos assaltantes.

Até esse horário, a PM ainda não sabia informar quais itens tinham sido levados da casa. A corporação disse que criminosos conhecidos na região teriam cometido o crime, mas não passou dados sobre a identidade deles. A área fica próxima a uma chácara da Polícia Civil.

Segundo informações preliminares, cinco pessoas da mesma família foram mantidas reféns durante o crime, incluindo filhos do homem que morreu. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil como latrocínio (roubo seguido de morte).

Fonte: (*) Mateus Rodrigues-G1/DF

TECNOLOGIA: Crescimento da telefonia celular transforma aparelho de linha fixa em raridade


(*) Sabrina Craide

 

O número de linhas ativas de telefonia fixa caiu mais uma vez no Brasil em novembro do ano passado. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) registrou 43,83 milhões de linhas no penúltimo mês de 2015, o que representa uma queda de 2,6% em relação ao início do ano. Na comparação com outubro, a queda é de 0,48%.

Segundo a Anatel, em novembro a densidade do serviço estava em 21,38 linhas para cada grupo de 100 habitantes. Já a teledensidade da telefonia celular no Brasil é de 131,5 linhas móveis para cada grupo de 100 pessoas – ou seja mais de uma linha por habitante.

 Assim como na telefonia celular, o Distrito Federal é a unidade da federação onde há mais linhas de telefones fixos ativas por habitante, com 33,79 linhas para cada 100 pessoas. O menor índice está no Maranhão, onde existem 5,1 linhas por 100 habitantes.

Na telefonia fixa, as empresas concessionárias ainda detêm a maioria das linhas no país – 58,43%. As empresas autorizadas a prestar o serviço tem 41,57%. As concessionárias são empresas que atuam em regime público em suas áreas de concessão, têm as tarifas regulamentadas pela Anatel e devem seguir as obrigações de continuidade e de universalização. Já as autorizadas atuam sob regime privado, com liberdade de preços.

Para especialistas, a crise econômica pode ser uma explicação para a queda no número de linhas de telefonia fixa nos últimos meses, assim como vem ocorrendo na telefonia móvel. Em entrevista recente à Agência Brasil, o presidente da consultoria Teleco, Eduardo Tude, disse que o país já vinha registrando uma migração dos usuários das empresas concessionárias de telefonia fixa para as autorizadas. “Mas o número total se mantinha estável, com um pequeno crescimento, e este ano estamos vendo uma queda. Acredito também que seja devido à crise econômica”, avalia.

Segundo a Anatel, em novembro do ano passado, foram registradas 176,7 mil linhas de telefone popular, que permite que as famílias incluídas no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal possam ter acesso ao serviço de telefonia fixa em condições especiais. O número de orelhões registrado em novembro chegou a 863,5 mil em todo o país.

(*) Sabrina Craide - Agência Brasil

BOLETIM DE OCORRÊNCIA EM SOBRADINHO DF

PRESO COM MOTO ADULTERADA

(*) Gilmar Santos
 
Homem é preso por policiais militares do Grupo Tático Operacional (Gtop 7) com moto adulterada. Na tarde de ontem (22), por volta das 16h40, após receberem informações da Ciade (190) de que um indivíduo numa moto traficava drogas na comunidade Morro do Sansão/Sobradinho II, várias equipes policiais do 13º Batalhão foram averiguar a ocorrência, bem como intensificar o policiamento na localidade.
 
Na quadra 45-A, conjunto E, a equipe do Gtop 7 Alfa, sargento Alcino e os  soldados Brandt e Mike, do Comando de Policiamento Regional Leste (CPRL), visualizou três homens, sendo que um deles estava em uma motocicleta. Foi feita a abordagem e, durante averiguação da motocicleta constatou-se que se tratava de uma Honda/CG 125 Fan preta cujo o lacre estava rompido.
 
Realizada a consulta, verificou-se que a placa pertencia a uma Shineray XY 200 laranja. Diante da situação, o condutor da moto foi conduzido à 13ª DP onde foi autuado em flagrante pelo crime de alteração de característica de veículo, cuja a pena vai de 3 a 6 anos de prisão.
(*) Por Gilmar Santos / PMDF

PERSONALIDADE DA CIDADE: Servidora de cartório de Sobradinho é homenageada após celebrar 50 mil casamentos


Ideia partiu dos colegas de trabalho e do tabelião oficial do cartório, Geraldo Felipe de Souto, para eternizar relação de dona Tanya com o trabalho

(*) Leticia Carvalho

Amor, bonita, danada… Quem passa pela escrevente autorizada do 2º Ofício de Registro Civil e Notas e Títulos e Documentos de Sobradinho, Sebastanya Isabel Araújo dos Santos, 69 anos, recebe um apelido carinhoso. Nos corredores, todos são cumprimentados pela pernambucana. Dona Tanya trabalha no cartório há 40 anos e já casou cerca de 50 mil pessoas. A dedicação pela profissão foi reconhecida pelos colegas de trabalho e pelo atual tabelião oficial, Geraldo Felipe de Souto. Na próxima semana, a sala de casamentos do local será batizada com o nome de Sebastanya.

Durante todo esse tempo no cartório, dona Tanya acumulou centenas de histórias. “Já casei homem com mulher, homem com homem, mulher com mulher e cinco vezes o mesmo casal. Na última vez que eles vieram aqui, disse que não casaria mais eles. Ora, o relacionamento tem que ter diálogo”, aconselha.

A escrevente veio para Brasília em 1974. Em Pesqueira (PE), sua cidade natal, ela trabalhava também em um cartório, mas como escrevente do crime. Após perder um filho de 3 anos por causa da meningite, Tanya e o marido decidiram recomeçar a vida na capital do país.

Dona Tanya e o tabelião Geraldo Felipe de Souto na sala que receberá o nome da escrevente

O casal, então, desembarcou em Sobradinho, cidade que dona Tanya escolheu para criar seus outros dois filhos e que a recebeu de braços abertos. “Gosto muito de morar aqui. Para mim, é a melhor cidade do DF”, aponta. Ela recorda que, quando chegou no quadradinho, fez uma entrevista no Cartório do 3º Ofício de Notas e Protesto de Títulos de Brasília. Três dias após o encontro, a escrevente foi chamada para uma reunião. “Me perguntaram: pernambucana, escolhe seu chefe aí. Como eu nunca havia tido uma chefe mulher, escolhi a única que estava na sala. E você acredita que o cartório dela era em Sobradinho?”, descreve.

Assim que chegou ao cartório, dona Tanya trabalhou na seção de reconhecimento de firma. “Não gostei. Não era a minha praia”. Ela foi transferida para o registro civil e segue na função. Entre 2000 e 2004, foi nomeada tabeliã e passou a responder pelo cartório .

Dona Tanya em sua mesa de trabalho

A escrevente adora registrar o nascimento de crianças e casamentos, mas revela que tem duas coisas que não gosta na profissão: “Fazer óbito e interdição – registro de uma pessoa considerada civilmente incapaz de cuidar dos próprios interesses. Não gosto do morto morto e nem do morto-vivo”.

Quando questionada sobre a aposentadoria, a pernambucana não hesita: “Enquanto eu for útil, continuarei aqui firme e forte. Consegui carro, casa… Tudo que um pobre sonha em ter”. O tabelião responsável pela homenagem explicou que nada seria mais justo do que batizar a sala de casamentos com o nome de Sebastanya. “Ela dedicou toda uma vida por esse lugar”, finaliza Geraldo Felipe de Souto.

(*) Leticia Carvalho - Fotos: Michael Melo/Metrópoles

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

A Ti Pertenço

 
Não me olhe assim desse jeito
Eu fico tonto
Há todo momento;
Você pega fogo
E eu fico assim
Meio bobo,
Você sabe bem
Eu fujo de mim.
Nada apaga esse desejo,
Loucura e encanto
Sem ter seu beijo;
E de repente
De mim esqueço
E em você eu penso;
Aí eu me procuro
E nada encontro
Além de ti,
E você sabe bem
Eu fujo de mim;
Bobo, eu fico assim,
Perdidamente querendo sentir
O que você não sabe fingir.
Não me olhe assim desse jeito,
Não me provoque,
Teu corpo me move
E eu as nove
Enlouqueço
E de mim me esqueço;
Sou outra e a ti pertenço!
 
Por Clarisse da costa

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

SOBRADINHO: Estudante vence câncer e cria página de motivação em rede social



'Câncer lavou minha alma', diz jovem; ela foi curada de linfoma em 2014.
Ela tem 15 mil seguidores e recebe mensagens dos EUA e Canadá.

 
(*) Jéssica Nascimento
 

Estudante Luciana Calazans fez um ensaio fotográfico para divulgar a página Continuar Sorrindo, no Facebook (Foto: Luciana Calazans/Arquivo Pessoal)

A descoberta de um linfoma (câncer) na amígdala esquerda levou a estudante de psicologia Luciana Calazans, de 22 anos, a fazer uma reflexão que culminou na criação de uma página no Facebook para "levar fé, alegria e solidariedade para as pessoas". Moradora de Sobradinho, no Distrito Federal, ela já conquistou 15 mil seguidores, incluindo pessoas de outros países, no projeto "Continuar Sorrindo", que existe desde 2013.

O câncer foi descoberto em julho de 2013. Luciana conta que sentiu um incômodo  estranho na garganta, algo muito diferente de uma irritação. Desconfiado da doença, um otorrino pediu para que a jovem fizesse uma biópsia no Hospital de Base.

"Fiquei cinco dias internada, esperando o resultado da biópsia, convivendo com pessoas que estavam sofrendo muito, cada uma com uma enfermidade diferente e pior que a outra. Todos eram guerreiros que lutavam muitas vezes sem apoio de familiares. Durante esses dias, amadureci e aprendi muito. Jamais tinha visto a realidade de um hospital público, muito menos vivido algo parecido antes."

Com o resultado, veio a surpresa. Luciana estava com linfoma plasmoblastico aos 20 anos. A estudante diz ter recebido a notícia como ''um murro na cara''. "Fiquei sem chão, sem fala, não conseguia raciocinar direito, era difícil e tenso pensar que aquilo estava acontecendo comigo, que eu estava com um câncer. Achei que ia morrer, chorei muito, foi bem dolorido."

Luciana também reuniu outros pacientes de câncer para o projeto (Foto: Luciana Calazans/Arquivo Pessoal) (Foto: Luciana Calazans/Arquivo Pessoal)

 O tratamento com quimioterapia terminou em novembro do mesmo ano. As dores, a perda dos cabelos e os enjoos não desanimaram a jovem, que encarou a doença como "um desafio". Hoje, ela afirma que a doença permitiu que ela "renascesse", que "lavasse a alma".

"Aprendi a ser mais humana e tratar todos com igualdade. Não sabemos o dia de amanhã. Os pacientes chegavam na primeira sessão da quimioterapia abatidos e sem esperança. Eu sentava e explicava que era possível desapegar do cabelo e que tudo aquilo era uma fase."

 "Fiquei sem chão, sem fala, não conseguia raciocinar direito, era difícil e tenso pensar que aquilo estava acontecendo comigo, que eu estava com um câncer. Achei que ia morrer, chorei muito, foi bem dolorido"

Luciana Calazans
estudante

 
Durante o tratamento, Luciana publicava mensagens de otimismo e informações sobre a doença, todos os dias em suas redes sociais pessoais. Os amigos, emocionados com os relatos da jovem, a encorajaram a criar a página, que recebeu o nome "Continuar Sorrindo". "Foi ai que eu pensei: 'por que não?' Quero levar para o mundo o que eu venho aprendendo a cada dia."

Com a ajuda do amigo publicitário Thiago Macedo, de 29 anos, Luciana "colocou a mão na massa" e criou a página. Para a divulgação, os jovens desenvolveram camisetas com uma logormarca do projeto. “A princípio, não tínhamos a ideia de vendê-la, mas todo mundo nos procurou querendo uma", diz.

Amigos da moradora de Sobradinho, Luciana Calazans, rasparam a cabeça em solidariedade à jovem (Foto: Luciana Calazans/Arquivo Pessoal)

A camiseta é vendida por R$ 25, e o dinheiro é repassado para a Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale). Cabelos, brinquedos, livros e materiais hospitalares, como agulhas e luvas, também são doados para hospitais públicos de Brasília.

"Meu pré-projeto na faculdade foi sobre a Abrace (entidade que presta assistência a crianças e adolescentes com câncer)'. Eu me envolvi demais fazendo esse trabalho. Quando eu descobri que a Luciana estava com câncer, eu pensei se não poderia usar a base dele para montarmos algo", conta o publicitário que faz toda a parte gráfica da página.

Diariamente, são publicadas mensagens que levam fé e motivação para as pessoas e histórias de pacientes que lutam contra a doença. Luciana diz que o objetivo é trazer mais esperança para o cotidiano de quem precisa. "Já recebi mensagens de pessoas que estavam passando por uma forte depressão. De alguma forma, consegui ajudá-las."

Com o tempo, o projeto começou a receber mais mensagens, inclusive de internautas de países como Estados Unidos, Canadá e Nova Zelândia. "Não esperava mesmo que eu fosse atingir pessoas de tão longe e criar amizades. Considero como uma ponte de amor, entende? Fiz a página para ajudar. Na verdade, sou ajudada diariamente."
 

Luciana Calazans, de 22 anos, posa no Parque Jequitibás, em Sobradinho (Foto: Luciana Calazans/Arquivo Pessoal)
 

Mudança

 Curada do linfoma há dois anos, Luciana diz que a vida dela mudou completamente após o diagnóstico da doença. A estudante passou a ser preocupar mais com a alimentação e atividades físicas e diz que cuida particulamente da mente, com reflexões positivas que devem ser diárias.

"Eu parei de reclamar de tudo, agora só agradeço. Sou mais otimista, fortaleci a minha fé. Hoje, sou muito grata. Nada acontece por acaso. Se eu tive câncer foi por um motivo", diz.

"Me sinto mais viva, mais agradecida. O linfoma mudou também a minha família, estamos mais unidos. Ele veio para somar, para me modificar."

A jovem afirma que perdeu diversos amigos vítimas da doença. Mesmo assim, ela acredita que a batalha não foi perdida. "A morte foi uma forma de vencer, sabe? Como disse, nada é de propósito. Estamos aqui para evoluir. Esse é o anseio da nossa alma. Quanto mais profundo o aprendizado, maior a evolução e o poder de cura."
 

(*) Por Jéssica Nascimento/ G1-DF