Pesquise neste blog

Secretaria de Estado da Casa Civil - DF

quinta-feira, 31 de março de 2016

Administração de Sobradinho entrega primeiro Habite-se de condomínio regularizado da região



Nessa sexta-feira (1), o primeiro condomínio regularizado de Sobradinho será contemplado com o Habite-se. A certidão, concedida pela Administração de Sobradinho, será entregue a uma moradora do Vivendas Friburgo, condomínio localizado no Setor Habitacional Grande Colorado.

A solenidade para entrega do Habite-se será realizada na Administração Regional de Sobradinho, às 14 horas. O evento contará com a presença do administrador Divino Sales, o Secretário de Gestão, Território e Habitação, Thiago de Andrade, e moradores do condomínio que, em breve, receberão o Habite-se de suas propriedades.

Serviço

Solenidade de Entrega do Habite-se

Data: 01/04/2016 – Sexta-feira

Horário:14h

Local: Auditório da Administração Regional de Sobradinho - Área Especial 1, Quadra Central, Sobradinho/DF
 

Fonte: Administração Regional de Sobradinho

Acidente entre dois veículos na DF-150 deixa uma pessoa em estado grave




Um acidente envolvendo dois veículos na noite desta quarta-feira (30) deixou uma pessoa em estado grave na DF-150, próximo ao Posto Contagem.

(*) Higor Sousa
 

De acordo com o morador de Sobradinho Murilo Aguiar, que esteve no local, o motorista de um dos carros envolvidos, um Pálio, estaria em alta velocidade e não conseguiu fazer uma curva. “O motorista deste veículo (Pálio) não conseguiu estabilizar e pegou na traseira do outro carro (Uno). Aí eles capotaram”. No Pálio havia uma pessoa e no Uno três.


Conforme informou o sargento Jerry do 22º GBM (Grupamento de Bombeiro Militar), o motorista do Pálio foi transportado ao hospital em estado grave. “Segundo um dos cidadãos que foi transportado pela nossa viatura e que estava consciente, o motorista do outro carro colidiu na traseira deles”.

 No local do acidente havia uma lata de cerveja e uma bandeija. Segundo uma mulher, que não quis se identificar, é constante acontecer acidentes naquele local. “Eles deveriam colocar um redutor de velocidade porque esta não é a primeira vez que acontece acidente por aqui. Alguém tem que fazer alguma coisa”, enfatizou a moradora.

Por causa do acidente, quem vai da Fercal para o Setor de Mansões, tem de ir até a Oficina do Carlinhos, pois o retorno próximo ao Posto Contagem está interditado.

 

* Higor Sousa - repórter do Informa Sobradinho - Foto: Higor Sousa

terça-feira, 29 de março de 2016

COM R$ 146 MILHÕES, OBRA NA SAÍDA NORTE SERÁ RETOMADA


 
O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) planeja recomeçar a duplicação da Saída Norte de Brasília em abril. A obra, que teve início em 2014 e foi abandonada, será financiada com dinheiro do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES). Em maio do ano passado, o  governo do Distrito Federal chegou a anunciar a retomada do serviço. Com a autorização do empréstimo, o executivo terá R$ 146 milhões em caixa, o que representa 74% da verba necessária para a conclusão da obra. O restante deve ser arrecadado até 2018.

De acordo com o diretor do DER, Henrique Luduvice, "as obras já estão projetadas, licitadas e contratadas". "Temos toda a condição de iniciá-las de imediato após a aprovação da reforma orçamentária que permitirá ao GDF fazer a contrapartida com relação aos recursos colocados à disposição pelo BNDES", disse.

Pelo esboço da obra, a previsão é de que áreas da região Norte do DF, como Sobradinho e Planaltina, sejam beneficiadas. O pacote do DER também prevê a reforma da Ponte do Bragueto.
 
Fonte: Brasil 247

GDF cria app e força-tarefa para barrar grilagem em tempo real



Cinco medidas de combate à invasão de terras foram apresentadas nesta terça-feira (29) durante abertura de seminário. Rodrigo Rollemberg participou da cerimônia no Memorial JK


O combate à grilagem, ao parcelamento irregular e a qualquer outro tipo de ocupação ilegal de áreas públicas no Distrito Federal ganha reforço. Na manhã desta terça-feira (29), o Comitê de Governança do Território do DF anunciou cinco medidas que servirão de ferramenta para coibir a cultura de invasão de terras na capital do País. O colegiado foi criado em 2015 e tem a participação de vários órgãos do governo local.
 

O conjunto de ações foi apresentado durante o 1º Seminário de Combate à Grilagem de Terras Públicas no DF, organizado para que o impacto do crime de grilagem seja discutido nos aspectos político, econômico, ambiental e social. A iniciativa foi da Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) e teve o apoio do Comitê de Governança do Território do DF. A intenção é que o evento que ocorre hoje até as 17 horas seja realizado com frequência para acompanhar os avanços e os possíveis retrocessos na área de controle do território. “O maior desvio que temos na cidade é o de terra”, atestou a diretora-presidente da Agefis, Bruna Pinheiro, responsável pela apresentação das medidas aos participantes do evento no Memorial JK.
 

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, participou da cerimônia de abertura do seminário, quando foram anunciadas as medidas que envolvem acompanhamento das áreas por imagens de satélites e criação de aplicativo para celulares e tablets que facilitarão a denúncia de invasão de terras públicas. Ele agradeceu aos envolvidos e disse que as ações expressam o compromisso da gestão com a cidade e com as próximas gerações. “Não faremos vista grossa. Seremos rigorosos no cumprimento das leis e no controle da ocupação do solo”, garantiu.
 

Seminário

 
Até o fim da tarde desta terça-feira, autoridades, servidores e membros da sociedade inscritos no seminário promovido pela Agefis debatem o uso e a ocupação do solo no DF. Na programação, há seis palestras temáticas ministradas por titulares de órgãos do governo de Brasília.

 
O presidente da Terracap, Júlio César de Azevedo Reis, apresenta o panorama histórico da ocupação desordenada do solo no DF e a projeção para os próximos 30 anos. O comprometimento da segurança hídrica da unidade da Federação será debatido pelo secretário do Meio Ambiente, André Lima. A pasta da Segurança Pública e da Paz Social traz o olhar sobre a situação de risco social associada ao fenômeno da grilagem por meio de palestra da secretária Márcia de Alencar Araújo. O diretor-geral da Polícia Civil, Eric Seba, discorre sobre a atuação da corporação na investigação de crimes relacionados ao tema. Já o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira, explica a relação entre os índices de criminalidade e a ocupação irregular do solo. Fecha a programação a palestra Grilagem de Terras: uma Questão de Demanda Social ou Especulação Imobiliária?, ministrada pelo secretário de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade.
 

Comitê
 

Criado pelo Decreto nº 36.694, de 25 de agosto de 2015, o Comitê de Governança do Território do DF é formado por representantes da Casa Civil, da Polícia Militar, da Terracap, da Agefis, do Ibram, da Procuradoria-Geral do DF e das Secretarias de Gestão do Território e Habitação, da Segurança Pública e da Paz Social, da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e do Meio Ambiente.
 

Conheça as ações que reforçarão o combate ao uso irregular do solo:

 
Garantir acesso à informação

Mapas digitais foram desenvolvidos pela equipe da Agefis e estão disponíveis no site da autarquia a partir de hoje. Neles, estão sinalizadas nas imagens das áreas prioritárias as poligonais de regularização do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT) e aquelas alvo de grileiros — geralmente terrenos públicos próximos a terras em processo ou passíveis de regularização.

 
Para diretora-presidente da Agefis, Bruna Pinheiro, a medida é fundamental para democratizar as informações e evitar que a população seja enganada pela ação de criminosos. “A invasão de área pública é um problema de todos, não apenas de quem compra ou vende lotes irregulares”, disse. “Queremos frear o crescimento desordenado da ocupação irregular do solo com transparência e informação.”

 
Definir critérios

 
A Agefis elaborou um documento técnico com padrões de atuação dos fiscais. Definida por Bruna como um dos maiores legados da gestão para a autarquia, a Matriz Multicriterial de Impacto Territorial define os critérios para ações em áreas específicas. São considerados aspectos urbanísticos (áreas rural ou urbana), ambientais (proximidade a mananciais ou a parques urbanos), fundiários (terrenos particular ou privado) e sociais (locais de vulnerabilidade).

 
“A matriz elimina o caráter discricionário das operações e isenta os órgãos envolvidos de referências equivocadas, o que é fundamental para garantir a credibilidade do trabalho”, afirmou Bruna. Além disso, ela destacou que o documento será enviado à Controladoria-Geral do DF, que ficará responsável por auditar a autarquia e garantir o cumprimento dos padrões.

 
Facilitar as denúncias

 
Cinco desenvolvedores da área de tecnologia da informação (três da Casa Civil e dois da Agefis) criaram um aplicativo que permitirá ao público denunciar em tempo real irregularidades referentes à ocupação do solo. Por meio de formulário simples, o cidadão poderá passar informações como o tipo da área em questão (comercial ou residencial), a quantidade de construções em fase inicial e a existência de ruas abertas para acesso. Também será possível enviar fotos e salvar denúncias para envio posterior, pois o aplicativo só funciona se a plataforma estiver conectada à internet.
 

A ferramenta estará disponível para os integrantes do Comitê de Governança do Território do DF em abril. Em maio, todos os órgãos, empresas e autarquias da administração pública terão acesso ao utilitário. A previsão é que ele seja liberado para uso da população em celulares e tablets a partir de junho.

 
Monitorar por imagens de satélite

 
Em parceria com a Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), a Agefis terá acesso a imagens de satélite atualizadas a cada 15 dias. O produto permite que o monitoramento de áreas sob risco de grilagem e a identificação de qualquer mudança, como a construção de edificações e desmatamento, seja intensificado. “Isso representa menos operações em larga escala e, consequentemente, menos impacto político e social”, reforça a diretora-presidente da Agefis.

 
O contrato para aquisição das imagens foi assinado entre a Terracap e a empresa francesa Hipparkhos Geotecnologia, Sistemas e Aerolevantamentos Ltda. em 5 de fevereiro no valor anual de R$ 994.406,40. Desde então, a companhia tem acesso a imagens óticas orbitais programadas e dimensionadas em quilômetros quadrados com a cobertura total e parcial do DF e do Entorno.

 
Como a Terracap e a Agefis haviam assinado termo de cooperação técnica em 11 de novembro de 2015 para reforçar ações de prevenção e de erradicação de invasões, a agência de fiscalização poderá usar as informações obtidas por satélite.

 
Aumentar integração entre equipes

Para garantir a investigação das denúncias e a eficácia da divulgação dos mapas e das informações dos satélites, há uma maior integração entre as equipes da Agefis, do Instituto Brasília Ambiental (Ibram) e da Polícia Militar. Segundo Bruna Pinheiro, a comunicação entre os órgãos está mais eficaz, e a agenda de operações está constante e integrada.

 

Por Gabriela Moll - Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

DUPLA ARMADA ROUBA LANCHONETE EM SOBRADINHO,FAZ 11 REFÉNS E É PRESA


Suspeito que esperava em carro também foi detido; crime foi em Sobradinho.
Eles roubaram R$ 719 e pertences como celulares, carteiras e documentos.

 
Parte do material apreendido com os suspeitos: revólver de calibre 22 com seis balas, R$719 em dinheiro e pertences cinco celulares, um relógio e um documento (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Três homens foram presos nesta segunda-feira (28) depois de um assalto a uma lanchonete em Sobradinho, no Distrito Federal. Dois dois envolvidos, armados com um revóver calibre 22 renderam 11 pessoas no estabelecimento. O terceiro suspeito aguardava no carro.
 

Segundo o tenente Luciano Barbosa, o trio levou R$ 200 do caixa e R$ 519 de clientes. O grupo tamém roubou pertences como celulares, relógios, carteiras, cartões bancários e documentos de identidade.

 
Um policial militar à paisana viu o roubo, seguiu o trio em direção ao Paranoá e comunicou a localização dos suspeitos à PM. Equipes da corporação retomaram a perseguição com a ajuda de um helicóptero.
 

Os homens foram presos na região do Condomínio del Lago. Segundo a PM, não houve confronto entre os suspeitos e os policiais.
 

As vítimas foram encaminhadas para a 13ª DP, onde reconheceram os assaltantes e a arma do crime. O trio pode responder pelo crime de roubo qualificado.
 

No veículo apreendido, os policiais encontraram seis balas e alguns dos pertences roubados. De acordo com a PM, policiais no helicóptero observaram que o trio parou o carro em alguns locais para se desfazer dos objetos roubados e da arma. Segundo o tenente Luciano, homens da corporação refizeram o caminho para encontrar o revólver e os bens.

 

Carro usado na fuga após o assalto da lanchonete (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Fonte G1/DF

Para dar conta do recado, onze empresas vão cuidar do asfalto do DF



 
O trabalho de recuperação da malha asfáltica do Distrito Federal será feito por 11 empresas. Elas ficarão encarregadas de dar mais celeridade às chamadas operações tapa-buraco e promover intervenções mais complexas, como fresagem ou substituição completa do pavimento.

As vencedoras foram escolhidas em licitação iniciada no fim de 2015 pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), e que está em fase de homologação dos contratos. O custo ficou, em média, 17% abaixo do previsto inicialmente pela empresa pública. A estimativa é desembolsar R$ 10 milhões por mês.

Todas as ganhadoras tiveram de comprovar que têm usinas de massa asfáltica própria, exigência da Novacap. Só puderam participar da concorrência organizações instaladas em Brasília, pois a demora no deslocamento da massa até o local a ser recuperado compromete a qualidade do asfalto.

O contrato tem validade de cinco anos, prorrogável por mais um. A previsão é que as empresas comecem a operar em abril. A última licitação pública para esse tipo de serviço ocorreu em 2009. Na ocasião, sete participantes saíram vencedores e ficaram responsáveis pelas operações até 2014, quando o contrato terminou. Desde então, equipes da própria Novacap têm feito o trabalho nas regiões administrativas. Dessa vez, o processo dividiu o Distrito Federal em 16 lotes — dois por empresa.

Trabalho monitorado

Para garantir o bom nível do asfalto, a Novacap vai acompanhar, por meio de sistema de georreferenciamento, cada um dos buracos cobertos pelas novas fornecedoras. A intenção é evitar o emprego de material de baixo padrão. “Vamos ter o controle total de todos os serviços prestados. Com isso, entregaremos à população um serviço de qualidade e evitaremos que um buraco seja tapado diversas vezes em um curto espaço de tempo”, destaca o diretor-presidente da companhia, Hermes de Paula.

As características do pavimento usado também serão avaliadas. A Novacap tem laboratório com equipamentos capazes de medir a espessura do produto, a temperatura da massa e a quantidade de areia empregada na fabricação. A companhia é responsável pela maioria das ruas internas de Brasília (aquelas próximo a residências e comércios) e pelo Eixo Monumental, entre outras rodovias. A Estrada Parque Taguatinga (EPTG), os Eixos Rodoviários Sul e Norte e a L4 Sul, por exemplo, são de responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

Fonte: Agência Brasília/ foto reprodução Jornal de Brasília

sexta-feira, 25 de março de 2016

BOLETIM DE OCORRÊNCIA: 13º BPM COMBATE O TRANSPORTE PIRATA EM SOBRADINHO I



(*) Wallace Ximenes
 

O 13º realizou na tarde desta quinta (24) uma operação em combate ao transporte pirata em Sobradinho I. Na ação, cinco pessoas foram presas pelo crime de usurpação do transporte coletivo do DF e  uma pessoa por transportar drogas dentro do  veículo.

Todos os veículos foram notificados e os condutores conduzidos à 13ª DP, onde assinaram termo circunstanciado e em seguida liberados.

 
PMDF APREENDE MENOR QUE IRIA VENDER DROGA EM FESTA.

 


(*) Jairo Souza

 

Policiais militares do 3º BPM apreenderam um menor de idade que ao perceber a chegada da Polícia lançou no gramado um saco contendo quinze porções de maconha e trezentos e noventa reais. O adolescente foi apreendido na noite desta quinta-feira (23), na 116 Norte. Ao ser questionado pelos policiais ele confirmou que adquiriu a droga em Sobradinho e que tinha a missão de distribuir em uma festa no DEC Norte. O jovem foi conduzido para a DCA e apreendido.

 

Fonte: PMDF

quinta-feira, 24 de março de 2016

REGIÃO NORTE DO DF \ PLANALTINA - VIA-SACRA


Morro da Capelinha terá reforço de serviços públicos para a via-sacra

 
 

Delegacia móvel e 20 mil litros de água serão algumas das facilidades oferecidas ao público em Planaltina. Nesta quinta (24), cenários do espetáculo recebem os últimos retoques

(*) Mariana Damaceno

As atividades da Via-Sacra do Morro da Capelinha, em Planaltina, a mais tradicional de Brasília, começaram no sábado (19), no Ginásio de Múltiplas Funções da região, ao lado da administração regional. No entanto, o ápice das apresentações do grupo da Paróquia São Sebastião ocorre na sexta-feira (25), no Morro da Capelinha. O evento está entre os 35 que haviam sido cadastrados na Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social até quarta-feira (23) e receberá efetivo de 490 policiais militares.

Os PMs ficarão espalhados ao longo dos cerca de 7 quilômetros do trajeto da encenação da Paixão de Cristo. Haverá ainda uma base de comando móvel para atendimentos de ocorrências e apoio a pessoas perdidas. Uma tenda do Conselho Tutelar de Planaltina também dará suporte a pais ou a responsáveis com crianças desaparecidas. Serão dez profissionais.

Para emergências médicas, estarão a postos 197 militares do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, em um total de 17 viaturas. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) colocará à disposição duas ambulâncias — uma básica e uma avançada —, quatro motociclistas e uma unidade de suporte a múltiplas vítimas. Serão 15 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, motoristas e administrativos.

Delegacias

A Polícia Civil terá uma delegacia móvel e vai reforçar o atendimento em delegacias próximo à região: 13ª Delegacia de Polícia (Setor Central, Área Espacial, Módulo M, Sobradinho); 35ª DP (AR 5, Conjunto 11, Lote 7, Sobradinho II); 16ª DP (Rua 2 de Abril, Quadra 75, Lote 16) e 31ª DP (Quadra 19, Conjunto A, Área Especial 1), ambas em Planaltina.

Trânsito

Os agentes do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) estarão preparados para organizar o trânsito a partir das 6 horas da sexta-feira (25). As sinalizações serão feitas na noite desta quinta-feira (24), a partir das 23 horas, para cinco vias: entrada dos atores e figurantes; pedestres; veículos; emergências; e acesso à saída da DF-230.

A Praça do Cruzeiro, próximo à Capelinha, será isolada para abrigar a imprensa e os postos de apoio para a segurança pública. As operações de trânsito do Detran envolverão 48 agentes, 24 viaturas, dois guinchos, uma empilhadeira e um helicóptero.

Água

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) vai oferecer, divididos em unidades móveis e fixas, 20 mil litros de água potável aos fiéis que forem acompanhar a Via-Sacra de Planaltina amanhã. Os pontos de entrega estarão disponíveis desde as 8 horas e ficarão espalhados durante o dia por todo o percurso.

Público

Cerca de 150 mil pessoas são esperadas na sexta-feira no Morro da Capelinha. A apresentação, que recorda o caminho da cruz carregada por Jesus Cristo, começa às 16 horas, mas os fiéis devem começar a pagar promessas e a visitar o local desde às 6 horas. O espetáculo existe há 43 anos.

A Via-Sacra de Planaltina receberá R$ 500 mil de apoio ao evento, provenientes de emenda parlamentar do deputado distrital Claudio Abrantes (Rede) e outros R$ 200 mil da Secretaria de Cultura. A pasta vai liberar mais R$ 267.895,96 descentralizados do crédito orçamentário para a administração regional arcar com custos de energia elétrica.






(*) Mariana Damaceno, Fotos: Tony Winston/Agência Brasília

ACONTECEU: OAB\DF - SUBSEÇÃO DE SOBRADINHO

SECCIONAL REALIZA PALESTRA SOBRE “GÊNERO E VIOLÊNCIA”

Seccional realiza palestra sobre “Gênero e Violência”

Como parte das comemorações do Dia da Mulher, a OAB do Distrito Federal realizou, na última quinta-feira (17), palestra voltada para os temas “Gênero e Violência”. Para os presentes, foi possível ainda participar do lançamento da Revista Traços – Edição Especial da Mulher.

 A palestra foi ministrada por Nayara Teixeira Magalhães, que e membro da Associação de Advogadas pela Igualdade de Gênero, pós-graduada em Direito, mestre em Psicologia e servidora do Ministério Público.

Além de Nayara, compuseram a mesa a porta voz da Cultura, Maria Aparecida dos Santos; Rogério Soares, educador social e colaborador da Revista Traços; e a radialista e apresentadora do programa “Falando de Mulher” da Rádio Alternativa e comunitária de Sobradinho 98.1, Garben Hellen Ferreira da Silva.

 Estiveram presentes a conselheira e presidente da comissão de Combate a Violência Familiar da OAB/DF, Lúcia Bessa; a secretária-geral adjunta da Comissão da Mulher Advogada, Thayrane da Silva Apostolo Evangelista; a advogada Aisla Amorim, membro da Comissão de Direitos Humanos; e a advogada Aline Marques, membro da Comissão de Direitos Humanos.

Também participaram do evento a educadora social e diretora da Revista Traços, Jaqueline Chaves; e o secretário adjunto da Secretaria de Políticas para Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do Distrito Federal, Carlos Alberto Santos de Paula.

Fonte: Comunicação Social – OAB-DF - Fotos: Valter Zica

CARTA DO LEITOR

 
URGENTE pedido de AJUDA para tapar buracos em rua da quadra 04 de Sobradinho

 
Sou morador de Sobradinho e gostaria que fosse realizada uma operação tapa-buracos na pista do Conjunto E, da Quadra 04, de Sobradinho, exatamente na curva na pista de acesso a Biblioteca do Ginásio, e de mais 1 BURACO quase em frente ao prédio do SENAC.
 
No último mês vcs tamparam os buracos da pista, mas faltaram esses, que reclamo agora, especialmente o da curva que é muito perigoso.
 
O da curva da Biblioteca é uma verdadeira CRATERA na pista, conforme pode ser visto nas fotos anexas, que pode causar danos aos pneus e mesmo um acidente entre os carros, e o fato se agrava no início da manhã, horário de almoço e final da tarde um grande fluxo de veículos, em especial pelos veículos que trafegam para deixar os filhos na Escola São José, e estudantes que se dirigem para a Biblioteca do Ginásio (fundos).
 
Várias são as situações em que pode ocorrer uma colisão de veículos na pista, pois ao tentar se desviar de um buraco, o motorista pode vir a atingir o carro que segue na pista contrária.
Cordialmente e na espera do atendimento da presente solicitação,
 
Att Claudio Santana
claudioevitor@gmail.com

Comentando versículos da Bíblia por Nando Ferreira



E disse-lhe: Qual é o teu nome? E ele disse: Jacó.

Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste.

E Jacó lhe perguntou, e disse: Dá-me, peço-te, a saber o teu nome. E disse: Por que perguntas pelo meu nome? E abençoou-o ali.

E chamou Jacó o nome daquele lugar Peniel, porque dizia: Tenho visto a Deus face a face, e a minha alma foi salva

Gênesis 32:27-30

Observação.:
 
"Passamos a vida traçando nossos caminhos sem Deus, nossas escolhas sem Deus que por muitas vezes nos causam feridas e traumas.

Essas feridas nos levam muitas vezes a indagar Deus o porquê de estar passando por isso ou aquilo, mas são exatamente essas feridas que nos fazem olhar para Deus. Deus usa essas feridas causadas por nós mesmos para falar conosco.

Somos confrontados por Deus através das lutas para vermos que só Ele é o centro de nossas vidas. E quando somos alcançados por Deus através das nossas feridas começamos a ver a transformação das feridas em refrigério e Deus com seu bálsamo nos leva a Peniel que é um lugar de transformação.

Lutas, feridas, traumas, mágoas...quando entregues para Cristo pode se tornar vitória.

Quando tomamos decisões e escolhas baseados nos ensinamentos de Cristo percebemos o quanto tudo se torna mais leve.

Tenha um encontro verdadeiro com Deus e Ele vai mudar toda a sua história".
 

Fonte: Nando Ferreira – Empresário & Colaborador do Jornal de Sobradinho

CLDF: Entrevista com Deputado Distrital Ricardo Vale


Pensamos no povo de Sobradinho todos os dias

 


1 – O que o seu mandato tem feito para ajudar a cidade de Sobradinho?

R: Sobradinho é uma Região Administrativa que eu faço questão de estar bem próximo. Cuidando e fiscalizando todos os atos relacionados à cidade. Este é o lugar que nasci, que constituí família e moro até hoje. Acompanho todos os movimentos da cidade, desde a reforma da feira até os eventos culturais e turísticos, que melhoram a economia dessa região. Só neste ano meu gabinete já disponibilizou emenda parlamentar para realização da 26ª edição da Via Sacra de Sobradinho e Sobradinho 2, para o Programa Boleiros, que está prestes a virar Lei, para construção do campo sintético de futebol, em Sobradinho 2, construção e reforma do Centro de Ensino Especial 01 de Sobradinho, apoio a eventos culturais, emendas para obras de urbanização e reforma da Feira Modelo. Pensamos no povo de Sobradinho todos os dias, em todas as nossas ações.
 

2 – Quais são os principais problemas que o senhor percebe na atual gestão do Governo do Distrito Federal?
 

R: O maior problema do GDF hoje é a própria gestão. O governador Rollemberg tem uma equipe fraca, que não conhece os problemas da população do Distrito Federal e que parece não estar muito preocupada em resolvê-los. Vou dar dois exemplos aqui: Saúde e Segurança Pública. O atual secretário de Saúde é o 3º gestor a passar pela pasta. Eu já convoquei os outros dois secretários anteriores para dar explicação à Câmara Legislativa sobre a real situação da saúde no DF. Nenhum deles soube responder o que de fato estava acontecendo. O governo usa a desculpa da tal “herança maldita” para justificar a lentidão de suas ações. Além disso, existem fortes indícios de que o Governo do Distrito Federal quer privatizar a saúde pública, por meio das OSs. Isso é grave demais! Na Segurança Pública também se repete o cenário de caos. Rebeliões e fugas do Complexo da Papuda são constantes, a sensação de insegurança da população do DF nunca esteve tão grande e, além disso, os Policiais Militares reclamam das condições de trabalho desumanas que estão sendo expostos diariamente.


3 – Como o senhor avalia essa crise política que o Brasil está passando?


Avalio com cautela e preocupação. Não existe só uma crise política. A crise é econômica, política e de princípios éticos. Uma coisa puxa a outra e todas elas puxam o Brasil pra baixo. Defendo que as operações policiais, tipo a Operação Lava Jato continuem investigando os políticos, empresários e cidadãos que cometeram atos de corrupção. Mas, a investigação não pode ter essa seletividade que vem apresentando até agora. Só divulgam o que diz respeito ao PT, só repercutem na imprensa o que tem a ver com o PT. Todos os partidos estão envolvidos em algum esquema de financiamento ilegal das campanhas eleitorais. Esse é um problema que só vai se resolver com uma reforma política. Deve ser por isso que os cidadãos devem ir às ruas e se manifestar. Sinceramente, em minha opinião, existe um golpe em curso. Esse golpe é armado por alguns setores da elite, da Justiça e da imprensa, que não aceitam as mudanças na vida do povo mais pobre ao longo desses 13 anos do governo de Lula e Dilma. Quando digo golpe é porque eles estão se articulando conjuntamente para derrubar uma presidenta, democraticamente eleita, sem nenhuma prova de crime cometido por ela. Isso não tem outro nome!

4 – E o qual o papel do Partido dos Trabalhadores nesse cenário?

O PT precisa continuar denunciando, indo às ruas e defendendo a democracia. Vários de nossos companheiros passaram pelo golpe de 1964, que culminou em mais de 20 anos de ditadura militar. Essa lembrança ainda é muito presente na vida de muitos brasileiros que perderam famílias e direitos durante esse período sombrio. Além disso, o Partido dos Trabalhadores precisa fazer uma autocrítica e apurar todas as denuncias de filiados ao PT que cometeram algum ato ilícito ao longo desses anos de governo. Não passo a mão na cabeça de ninguém, não defendo quem é corrupto, mas também não aceito essas acusações sem provas concretas. Precisamos ter calma para analisar os dois lados e duvidar sempre do que a grande imprensa nos apresenta, pois ela tem lado e, certamente, não está ao lado da maioria da população brasileira.

 

(*) Fonte: Débora Cruz - Jornalista - Gestora em Mídias Sociais
Registro Profissional 9103/DF - Especial para o JS Edição nº 295 de Março de 2016 - Segunda Quinzena.

Últimos dias para participar de licitação da Terracap



Mais de cem itens estão à venda. Caução pode ser paga até 29 de março

(*) Samira Pádua

Interessados nos 101 itens que serão licitados pela Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) têm até o dia 29 para pagar a caução, por meio de depósito identificado, transferência eletrônica (TED) ou boleto expedido no site da empresa, após cadastramento da proposta on-line, em qualquer agência do Banco de Brasília.

As propostas de compra, acompanhadas do comprovante de pagamento da caução, devem ser depositadas apenas no dia 29, entre 15 e 16 horas, na urna de licitação que ficará no auditório da Terracap. No mesmo dia, após o encerramento desse prazo, as propostas serão abertas, lidas e conferidas pela comissão de licitação.

Vencerão aquelas que oferecerem o maior valor por item pretendido, desde que tenham sido cumpridas todas as exigências do edital. As formas de pagamento variam de acordo com o terreno, e os compradores ficam responsáveis pelos tributos e encargos que acompanhem o imóvel, vencidos ou não.

Os participantes que não vencerem o processo terão o dinheiro devolvido em até oito dias úteis, contados da publicação da homologação do resultado no Diário Oficial do DF.

A Terracap recomenda aos interessados ler com atenção o edital, visitar o imóvel e, em caso de dúvidas sobre o item pretendido, buscar mais informações na Gerência de Atendimento ao Cliente, que funciona no térreo do edifício-sede da Terracap, de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas (exceto no dia 25, feriado nacional).

Ofertas

Entre as ofertas estão terrenos para destinação residencial, comercial, industrial e mista. Técnicos da empresa avaliaram os bens e definiram os valores com base, por exemplo, em preço de mercado e nas condições das áreas. Também foi feito levantamento para determinar a situação de cada lote — se tem ou não edificações, se é invasão ou se está cercado, por exemplo.

As áreas estão em Águas Claras, em Brazlândia, em Ceilândia, no Gama, no Guará, no Jardim Botânico, no Lago Norte, no Núcleo Bandeirante, no Paranoá, em Planaltina, no Plano Piloto, no Recanto das Emas, no Riacho Fundo II, em Samambaia, em Santa Maria, em Sobradinho e em Taguatinga.

Lei

Vinte e dois itens fazem parte da lista de imóveis cuja alienação foi autorizada pela Lei Complementar nº 906, de 28 de dezembro de 2015, norma que estabelece as destinações dos recursos obtidos com a venda das áreas.

Para sete dos 22 itens, os recursos devem ser vinculados ao Tesouro do DF para o pagamento de despesas nas áreas de saúde e educação. Para outros 12, o dinheiro deve ser usado para o pagamento de restos a pagar e despesas de exercícios anteriores regularmente reconhecidos e inscritos na contabilidade do governo.

No caso de dois, a destinação deve ser para melhoria da infraestrutura da educação, sendo parte para construção e reforma de creches e unidades educacionais em regiões de índice de desenvolvimento humano inferior à média do DF. Por último, um lote deve ter o recurso da venda destinado para a capitalização do Fundo de Desenvolvimento Rural, regido pela Lei nº 5.024, de 25 de fevereiro de 2013.

O montante arrecadado com os demais itens, além dos 22, é destinado a projetos que visem ao desenvolvimento do DF, como obras de infraestrutura.

BRB

A lei também traz que o Banco de Brasília (BRB), respeitada a capacidade financeira e normas de análise de crédito e exposição a risco, deve organizar linha de crédito que auxilie o financiamento das alienações dos imóveis relacionados na norma. De acordo com a instituição, essa linha já foi montada e financia até 80% do imóvel em até 120 meses, sempre alinhado à capacidade de pagamento e à regularidade da documentação do comprador.

São necessários abertura de conta, cadastro e comprovação da capacidade de pagamento. O atendimento ao público interessado ficará centralizado nas agências empresariais: Agência Corporate (SCN Quadra 1, Bloco C, Ed. Brasília Trade Center, Mezanino); Agência Middle Brasília (SCRS Quadra 509, Bloco B, Loja 71, Sobreloja, Asa Sul); e Agência Middle Taguatinga (CNA 1, Lotes 9/10, Lojas 1/10, Térreo e Sobreloja 1/12).

Licitação de 101 itens da Terracap — Edital nº 2

Depósito da caução no BRB: até 29 de março (terça-feira)

Entrega das propostas: 29 de março, das 15 às 16 horas; leitura das ofertas em seguida

No auditório da Terracap (SAM, Bloco F, atrás do anexo do Palácio do Buriti)

Informações: 3342-2013 e 3342-2525 (Gerência de Atendimento ao Cliente)

Edital no site da empresa.
http://www.terracap.df.gov.br/uploads/edicts/56d1f8b5c2d02.pdf

(*)Fonte:  Samira Pádua, Foto: Tony Winston/Agência Brasília

quarta-feira, 23 de março de 2016

Certidão negativa de débitos será obrigatória nas transações imobiliárias no DF



Atos, como a lavratura de escritura pública ou a transmissão de propriedade, serão negados até o pagamento total das pendências tributárias do imóvel (IPTU e TLP).

 A partir do dia (22/03), quem comprar ou vender imóveis precisa ficar atento às pendências existentes no cadastro tributário. Caso existam débitos em aberto ou parcelamentos em curso, a lavratura de escritura pública ou qualquer ato relacionado à transmissão de propriedade e de direitos serão negados pelo cartório de registro até que a pendência seja quitada.

A exigência da apresentação da certidão negativa de débitos tributários foi efetivada pela Instrução Normativa Nº. 03/2016 na edição do dia (22/03) do Diário Oficial do DF.  Com a medida, o Governo de Brasília estará enquadrado no artigo 46 (http://migre.me/tk3Jk), do Código Tributário do Distrito Federal, que estabelece a necessidade de apresentação de contraprova.

 Segundo a IN, também não será mais aceita pelos cartórios, na negociação de bens imóveis, a certidão positiva com efeito de negativa. O documento era usado para os casos em que o contribuinte reconheceu e negociou o débito em aberto.

Embora ainda não haja um estudo sobre o impacto das receitas de origem no mercado de imóveis, a Fazenda/DF espera redução destes tributos em dívida ativa, hoje calculada em R$ 950 milhões de IPTU e R$ 136 milhões de Taxa de Limpeza Urbana (TLP).

A certidão negativa é emitida, gratuitamente, pelo portal da Fazenda/DF (http://migre.me/tjWI9); via agências da Receita do DF (http://migre.me/tjWFe); e também nos postos do Na Hora Cidadão (http://migre.me/tjWGE).
 

Confira a íntegra da Instrução Normativa: http://migre.me/tktRc

CIDADE: Divino Sales recebe homenagem pela ajuda na campanha nacional contra o Aedes Aegypsi


Em solenidade, o Comandante de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército e suas organizações militares diretamente subordinadas agradeceram o administrador regional de Sobradinho, Dr Divino Sales, o administrador regional de Planaltina, Vicente Salgueiro, os chefes dos Núcleos de Vigilância Ambiental de Sobradinho, Edi Xavier de Faria, e de Planaltina, Marinalva Pereira de Oliveira Teles, pela cooperação nas ações da campanha nacional de mobilização contra o mosquito Aedes Aegypti.

 
“Recebi nesta manhã um diploma de agradecimento pela cooperação nas ações da campanha nacional de mobilização contra o mosquito Aedes Aegypti das mãos do Comandante de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército, General Carlos Alberto. Em Sobradinho, tivemos um grande parceiro nesta luta que é o chefe da Vigilância Ambiental de Sobradinho, Edi Xavier”, relatou o administrador regional de Sobradinho na sua página do Facebook.

Fotos: Divulgação 

Prazos e andamento de obras de mobilidade são monitorados no Buriti



Em reunião nesta quarta (23), governador pediu agilidade para finalização do trevo de triagem norte e da duplicação da DF-463

(*) Saulo Araújo

O andamento de obras e de projetos de mobilidade urbana no Distrito Federal foi tema de reunião, na manhã desta quarta-feira (23), no Palácio do Buriti, entre o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, secretários e representantes de autarquias e de empresas públicas. Eles informaram o chefe do Executivo sobre os processos e os prazos de empreendimentos na área de transporte.

 Rollemberg pediu prioridade para dois grandes projetos: as obras do trevo de triagem norte, que deve dar mais fluidez ao tráfego de veículos na região e beneficiar principalmente moradores de Planaltina e de Sobradinho com a construção de duas faixas marginais, uma em cada sentido; e a finalização da duplicação dos 3,9 quilômetros da DF-463, principal saída para quem reside no Jardins Mangueiral e em São Sebastião. O governador também pediu agilidade nos projetos para a construção de ciclovias em importantes acessos, como a Estrada Parque Taguatinga (EPTG).

Participaram da reunião o secretário de Mobilidade, Marcos Dantas, e a secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos; os diretores-gerais do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Henrique Luduvice, e do Transporte Urbano do DF (DFTrans), Léo Carlos Cruz; o diretor-presidente da Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF), Marcelo Dourado; o diretor da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB) Manoel Alexandre; a presidente do Instituto Brasília Ambiental (Ibram), Jane Vilas Bôas; e o chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio.

Veja a galeria de fotos:



 
(*) Fonte: Saulo Araújo- Fotos: Tony Winston/Agência Brasília

SEGURANÇA PÚBLICA DO DF: Polícia Civil do Distrito Federal dá posse a novos agentes e escrivães de polícia


 



Durante o evento, o governador anunciou o cronograma de nomeação dos aprovados no último concurso

Nesta quarta-feira (23), foi realizada a solenidade de posse dos novos policiais civis. A cerimônia foi presidida pelo governador do DF, Rodrigo Rollemberg, pela secretária de Segurança Pública, Márcia de Alencar Araújo, e pelo diretor-geral da PCDF, Eric Seba. Prestigiaram o evento o presidente do TCDF, Renato Rainha, e deputados distritais.

Mais de cem policiais, dentre agentes e escrivães de polícia, foram nomeados e recém-empossados. Durante o evento, de forma simbólica, quatro novos policiais receberam a carteira funcional.

“Agradecemos ao governador por viabilizar a posse desses policiais. E ressaltamos que a sociedade brasiliense pode esperar da PCDF duas coisas: lealdade e muito trabalho”, destacou o diretor-geral da Instituição.

O deputado distrital Wellington Luiz destacou que “esse time novo vem para completar o quadro da melhor polícia do País”. No mesmo sentido, o deputado distrital Cláudio Abrantes, ressaltou a organização e união dos novos policiais para conquistar o pleito da nomeação.

O governador citou a importância de contratar esse efetivo para a PCDF. “Temos consciência de que possuímos a melhor polícia do Brasil e sabemos da necessidade de termos policiais motivados para por em prática o programa Viva Brasília – Nosso Pacto pela Vida”, afirmou Rollemberg.

Ao encerrar a cerimônia, o governador anunciou o cronograma de nomeação dos aprovados no último concurso. Na segunda quinzena de junho serão nomeados 155 policiais civis e mais 155 em julho.

Fonte: Divisão de Comunicação/DGPC