Pesquise neste blog

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

CIDADE: Vila Basevi ganha pavimentação

GDF atende pedido histórico da comunidade que espera pelas obras há mais de 10 anos

Após mais de 10 anos de reivindicações da comunidade, o acesso da Vila Basevi à região de Sobradinho será pavimentado. As obras foram lançadas nesta quarta-feira (24) pelo governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e terão início imediato para evitar o período mais intenso de chuvas. A pavimentação será feita em bloquetes de concreto nos 2,4km de estrada e ciclovias. Para isso, o governo investiu aproximadamente R$ 1,8 milhão. A previsão é que os serviços fiquem prontos em 120 dias.

O trecho asfaltado vai até a Escola Classe Basevi, que tem cerca de 250 alunos. A unidade de ensino fica ao lado da sede da Associação de Moradores, onde funciona o posto de saúde da região, que atende cerca de 3 mil pessoas. “Esta obra significa uma grande melhoria na qualidade de vida dessas pessoas, que terão acesso facilitado aos serviços públicos, saindo do isolamento principalmente no período de chuvas”, destacou o governador.

O diretor-geral do Departamento de Estrada de Rodagem (DER-DF), Fauzi Nacfur Júnior, destacou que a construção de ciclovias ao lado das pistas faz parte da política de mobilidade do GDF. “Toda obra, por determinação do governador Agnelo e do vice, Tadeu Filippelli, tem que ter uma ciclovia para que a população tenha alternativas de uso de outros meios de transportes”, explicou.

Luta comunitária – De acordo com o presidente da Associação dos Moradores da Vila Basevi, Ismael Araújo Santos, em 2010 a vila, criada em 1973 com a instalação de fábricas de asfalto, chegou a ficar isolada devido às chuvas. Na época, a lama impedia a passagem de carros e ônibus, deixando trabalhadores e estudantes da localidade sem transporte.

“Nos últimos 10 anos, intensificamos a luta pela pavimentação, por conta do aumento da população e do número de carros. O percurso a ser pavimentado é o mesmo por onde passam os ônibus. Na seca, as doenças respiratórias afligem crianças e idosos. Com essa obra toda população ganha em serviços e saúde”, comemorou Ismael Santos.

Preservação - A utilização de bloquetes de concreto, em substituição à massa asfáltica, atende determinação de órgãos de proteção ambiental como o Instituto Brasileiro de Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Instituto Brasília Ambiental (Ibram). Com o uso desse material elimina-se o risco de contaminação das nascentes da região da Vila Basevi, integrante da Reserva Ambiental Contagem, por resíduos de asfalto.

“Os bloquetes são de material similar ao concreto, de encaixe artesanal e permeável à água da chuva. Dessa forma, ela pode ser facilmente absorvida pelo solo”, detalhou o vice-governador Tadeu Filippelli.

“Desde o início do nosso governo, temos lutado contra diversos problemas, sempre procurando alternativas como essa para que a população não seja prejudicada”, reforçou Agnelo Queiroz.


Fonte Agência Brasília / Fotos Roberto Barroso

Nenhum comentário: