Pesquise neste blog

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Sobradinho volta a ser atingida por incêndio em menos de 24 horas


Mais de 30 homens do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal estão na região conhecida como Fercal, em Sobradinho, a cerca de 30 quilômetros de Brasília, onde parte da área voltou a ser tomada por um incêndio, desde as 9h de hoje (5). Ontem (4), uma queimada de grandes proporções destruiu grande parte da vegetação, preocupando moradores e comerciantes locais, que foram prejudicados, principalmente, pela falta de fornecimento de energia elétrica.

O comandante do grupamento de Proteção Ambiental do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, coronel Alexandre Albuquerque, disse que ainda não tem os dados oficiais sobre a área atingida pelas duas ocorrências ou mesmo a confirmação de que os incêndios estejam relacionados. “A informação das equipes é que [os incêndios] são em áreas bem próximas. Pode ser resquício do fogo de ontem. Todos os anos temos problemas nesta região”, relatou.

A maior parte das queimadas nesta região é provocada por proprietários de terra que querem limpar os terrenos. Como os moradores do Distrito Federal tiveram um período breve de chuvas, há poucos dias, depois de quase três meses de seca, os proprietários da região acabam contando com a possibilidade de o fogo não se alastrar e usam a técnica para limpeza do terreno.

Nesta época do ano, o Distrito Federal vive tradicionalmente um período de forte seca, que, geralmente, é interrompido por chuvas fortes por alguns dias. “Mas a chuva para de novo e ficamos, por mais 20 a 25 dias, com as mesmas altas temperaturas e umidade um pouco mais elevada, ainda não suficiente para acabar com incêndios”, explicou Albuquerque.

Segundo ele, na maior parte dos casos, não há intenção de provocar incêndios, “mas, infelizmente, a vegetação ainda está bastante seca. A chuva não foi suficiente para reidratar a vegetação que vira rastilho de pólvora”.

O Centro de Investigação e Prevenção de Incêndios dos Bombeiros deve entregar o resultado da perícia, com indicação da causa dos incêndios, em 20 dias. Até amanhã (6), o Corpo de Bombeiros espera ter um relatório que, embora ainda não traga informações mais detalhadas, aponte a área atingida pelo fogo.

O Distrito Federal está, desde quarta-feira (3), novamente em estado de alerta pela Defesa Civil. Nos últimos dias, a umidade relativa do ar tem se mantido abaixo dos 20%, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Esta semana, o Inmet chegou a registrar o índice mais baixo de umidade este ano, 13%. Não há previsão de chuvas para os próximos sete dias.


Fonte: Agência Brasil / visto no clicabrasilia

Nenhum comentário: