Pesquise neste blog

Secretaria de Estado da Casa Civil - DF

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

O CONSELHEIRO PAULO TADEU

O novo Conselheiro do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Paulo Tadeu, tomou posse, hoje, dia 08 de outubro, durante Sessão Especial realizada no plenário da Corte. Indicado pelo governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, ele assumiu a vaga deixada pelo Conselheiro Ronaldo Costa Couto, que se aposentou no dia 26 de setembro.

Durante a cerimônia, a Conselheira Anilcéia Machado deu as boas vindas ao Conselheiro Paulo Tadeu. “Você vai encontrar um ambiente propício para o trabalho. Aqui temos a tarefa árdua de fiscalizar as contas dos gestores. Nem sempre agradamos, mas temos que zelar pelo bom uso dos recursos públicos”, disse. O governador do DF, Agnelo Queiroz, ressaltou que o Conselheiro Paulo Tadeu entende muito de fiscalização e orçamento, além de conhecer bem as necessidades da população.

A presidente do TCDF, Conselheira Marli Vinhadeli, lembrou que os votos dos integrantes do plenário, salvo a previsão legal, são públicos e que todas as decisões tomadas são submetidas ao debate. “É o exercício da democracia. A manifestação do TCDF é sempre técnica, independentemente do governo”, ressaltou a decana da Corte. A presidente ainda afirmou que a mensagem do Tribunal é de paz. “Torço pelo seu sucesso e da sua equipe porque esse sucesso é o de Brasília também”, disse a Conselheira ao governador do DF.

O presidente da Câmara Legislativa, deputado Patrício, falou sobre a responsabilidade de integrar o Tribunal de Contas do DF. “Sabemos que a Corte vai julgar as contas com impessoalidade, moralidade e transparência”. A representante do Ministério Público junto ao TCDF, Procuradora Cláudia Fernanda, lembrou que há diferenças relevantes entre o papel de um parlamentar e de um conselheiro. “Além de fiscalizar, o conselheiro também julga”, disse.

O Conselheiro Paulo Tadeu foi sabatinado pelos deputados distritais, conforme prevê a Lei Orgânica do DF, em 26 de setembro e teve seu nome aprovado no mesmo dia pela Câmara Legislativa do DF.

FONTE TCDF

Nenhum comentário: